Agendamento pelo WhatsApp
Olá! Clique em uma das opções abaixo e nós retornaremos o mais rápido possível.
Consultoria Empresarial

Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Consultoria Empresarial

O que fazemos


AXS Consultoria foi criada em 2008, na cidade de Sorocaba - SP.

Baseada nas experiências adquiridas de seu Diretor (Walber Almeida Xavier de Sousa).

A AXS Consultoria Empresarial esta preparada técnica e conceitualmente para dar todo o suporte para as empresas dentre os serviços descritos.

Veja Mais

Artigos


Depreciação – tudo o que você precisa saber! Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
Depreciação – tudo o que você precisa saber!

Data: 18/07/2024

A depreciação do ativo imobilizado é um processo contábil que consiste na alocação sistemática do valor depreciável de um ativo ao longo de sua vida útil. O objetivo é refletir sobre a perda de valor de um ativo ao longo do tempo devido a fatores como uso, desgaste natural, obsolescência ou até mesmo ações da natureza. **Características principais da depreciação de ativos imobilizados:** 1. **Valor Depreciável:** É o valor do ativo que será depreciado ao longo de sua vida útil, geralmente calculado como o custo inicial do ativo menos o seu valor residual ( o valor estimado que o ativo terá ao fim de sua vida útil). 2. Fonte: ChatGPT
Controle do Ativo Imobilizado – sua empresa se beneficia dessa Gestão? Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo
Controle do Ativo Imobilizado – sua empresa se beneficia dessa Gestão?

Data: 07/07/2024

A administração eficiente do ativo imobilizado é crucial para garantir a saúde financeira e operacional de uma empresa. Aqui estão algumas dicas importantes para essa gestão: 1. Inventário e Registro Inventário Completo: Realize um inventário completo de todos os ativos imobilizados. Mantenha registros detalhados, incluindo data de aquisição, custo, vida útil, localização e estado. Etiquetas e Codificação: Use etiquetas e códigos de barras para identificar e rastrear facilmente cada ativo. 2. Manutenção e Conservação Plano de Manutenção Preventiva: Desenvolva e implemente um plano de manutenção preventiva para prolongar a vida útil dos ativos e evitar falhas inesperadas. Registros de Manutenção: Mantenha registros detalhados de todas as atividades de manutenção realizadas, incluindo custos e datas. 3. Avaliação e Depreciação Métodos de Depreciação: Utilize métodos de depreciação adequados que reflitam corretamente o consumo do valor dos ativos ao longo do tempo. Reavaliação de Ativos: Periodicamente, reavalie os ativos para ajustar seu valor contábil conforme necessário, refletindo mudanças no mercado ou nas condições do ativo. 4. Compliance e Normas Contábeis Adesão às Normas: Garanta que a gestão de ativos imobilizados esteja em conformidade com as normas contábeis aplicáveis, como o IFRS (International Financial Reporting Standards) ou o GAAP (Generally Accepted Accounting Principles). Auditorias Regulares: Realize auditorias internas regulares para verificar a precisão dos registros e a conformidade com as políticas da empresa. 5. Tecnologia e Sistemas de Informação Sistemas de Gestão de Ativos: Utilize sistemas de gestão de ativos para monitorar, gerenciar e otimizar o uso dos ativos imobilizados. Integração de Dados: Integre a gestão de ativos com outros sistemas da empresa, como ERP (Enterprise Resource Planning), para uma visão holística e otimizada. 6. Segurança e Proteção Seguros: Mantenha seguros adequados para proteger os ativos contra perdas e danos. Controle de Acesso: Implemente controles de acesso rigorosos para garantir que apenas pessoas autorizadas possam manusear ou utilizar determinados ativos. 7. Planejamento e Orçamento Planejamento de Substituição: Desenvolva um plano para a substituição de ativos no fim de sua vida útil, evitando interrupções nas operações. Orçamento de Capital: Inclua a aquisição e manutenção de ativos no orçamento de capital da empresa, assegurando a disponibilidade de recursos. 8. Treinamento e Capacitação Capacitação de Funcionários: Ofereça treinamento contínuo para os funcionários responsáveis pela gestão e manutenção dos ativos. Conscientização: Promova a conscientização sobre a importância da boa gestão dos ativos imobilizados entre todos os colaboradores da empresa. 9. Análise de Desempenho Indicadores de Desempenho: Utilize indicadores de desempenho (KPIs) para monitorar a eficiência e a eficácia da gestão dos ativos. Revisão Contínua: Realize revisões periódicas das práticas de gestão de ativos para identificar áreas de melhoria e implementar mudanças conforme necessário. Seguir essas práticas pode ajudar a empresa a maximizar o valor dos seus ativos imobilizados, melhorar a eficiência operacional e garantir a sustentabilidade financeira a longo prazo. Fonte: ChatGPT
Lebantamentos de Bens para Seguro Patrimonial Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
Lebantamentos de Bens para Seguro Patrimonial

Data: 30/06/2024

Fazer o seguro patrimonial é uma prática essencial para empresas de qualquer porte. Aqui estão algumas razões importantes para isso: Proteção Contra Perdas Financeiras: O seguro patrimonial cobre danos causados por eventos como incêndios, furtos, vandalismo, desastres naturais (tempestades, enchentes, terremotos) e outros incidentes. Isso ajuda a empresa a evitar perdas financeiras significativas que poderiam comprometer sua operação. Continuidade dos Negócios: Em caso de sinistro, o seguro patrimonial pode garantir que a empresa tenha os recursos necessários para se recuperar rapidamente e retomar suas atividades. Isso é crucial para manter a continuidade dos negócios e minimizar o impacto financeiro e operacional. Proteção dos Bens da Empresa: O seguro cobre uma ampla gama de ativos da empresa, incluindo imóveis, equipamentos, mobiliário, estoques e outros bens materiais. Isso garante que a empresa possa reparar ou substituir esses bens sem incorrer em custos imprevistos. Responsabilidade Civil: Muitas apólices de seguro patrimonial também incluem cobertura de responsabilidade civil, que protege a empresa contra reivindicações de terceiros por danos materiais ou corporais ocorridos nas suas instalações. Credibilidade e Confiabilidade: Ter um seguro patrimonial demonstra que a empresa é responsável e proativa na gestão de riscos. Isso pode aumentar a confiança de clientes, fornecedores e parceiros de negócios. Obrigações Contratuais e Legais: Algumas empresas são obrigadas por lei ou por contrato a manter seguros patrimoniais. Por exemplo, contratos de locação de imóveis comerciais frequentemente exigem que o locatário mantenha um seguro adequado para proteger o imóvel. Tranquilidade para os Proprietários e Funcionários: Saber que a empresa está protegida contra diversos riscos proporciona tranquilidade tanto para os proprietários quanto para os funcionários, permitindo que se concentrem em suas atividades sem a preocupação constante com possíveis perdas catastróficas. Em resumo, o seguro patrimonial é uma ferramenta fundamental para a gestão de riscos e a proteção financeira de uma empresa, ajudando a garantir sua estabilidade e continuidade em situações adversas. Fonte: ChatGPT
Avaliação de Bens para Leilão Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo
Avaliação de Bens para Leilão

Data: 11/06/2024

Avaliar ativos com o objetivo de leilão envolve uma série de etapas e considerações para garantir que os valores atribuídos sejam precisos e justos. Aqui estão algumas diretrizes e métodos comuns usados para essa finalidade: 1. Identificação do Ativo Descrição Detalhada: Identificar claramente o ativo, incluindo características físicas, especificações técnicas, estado de conservação e qualquer documentação associada. Histórico: Considerar o histórico do ativo, como uso anterior, manutenção realizada, e vida útil restante. 2. Métodos de Avaliação Existem vários métodos de avaliação, cada um adequado a diferentes tipos de ativos: A. Método de Comparação de Mercado Pesquisa de Preços: Comparar o ativo com outros semelhantes que foram recentemente vendidos ou estão à venda no mercado. Análise de Mercado: Ajustar os preços de comparação para refletir diferenças em características, condição, localização e data de venda. B. Método de Custo Custo de Substituição: Calcular quanto custaria substituir o ativo por um novo ou similar, ajustado para depreciação e obsolescência. Custo de Reprodução: Estimar o custo de recriar o ativo exato em suas condições originais. C. Método de Renda Fluxo de Caixa Descontado: Para ativos que geram renda, calcular o valor presente dos fluxos de caixa futuros que o ativo pode gerar. Taxas de Capitalização: Aplicar uma taxa de capitalização ao rendimento líquido esperado para determinar o valor do ativo. 3. Análise de Depreciação Depreciação Física: Considerar o desgaste físico e a deterioração do ativo. Depreciação Funcional: Analisar a obsolescência tecnológica e a adequação do ativo às necessidades atuais. Depreciação Econômica: Avaliar a viabilidade econômica do ativo no contexto do mercado atual. 4. Consultoria Especializada Peritos Avaliadores: Utilizar serviços de avaliadores profissionais que tenham expertise específica no tipo de ativo em questão. Relatórios de Avaliação: Obter relatórios detalhados que documentem o processo de avaliação e justifiquem os valores atribuídos. 5. Considerações Legais e Regulatórias Conformidade: Assegurar que o processo de avaliação esteja em conformidade com as normas e regulamentos aplicáveis. Documentação: Manter registros precisos e completos de todas as etapas do processo de avaliação. 6. Preparação para o Leilão Marketing e Divulgação: Anunciar o leilão de forma eficaz para atrair o maior número possível de potenciais compradores. Condições de Venda: Definir claramente os termos e condições do leilão, incluindo formas de pagamento, prazos e responsabilidades. 7. Análise de Riscos Avaliação de Mercado: Considerar as condições atuais do mercado e possíveis flutuações de valor. Contingências: Estar preparado para contingências, como falta de interessados ou ofertas abaixo do esperado. Exemplos Práticos Bens Imóveis: Avaliação de imóveis geralmente utiliza o método de comparação de mercado e análise de depreciação. Equipamentos Industriais: Pode-se usar uma combinação do método de custo e comparações de mercado, além de avaliar a vida útil remanescente. Obras de Arte e Colecionáveis: Normalmente, o método de comparação de mercado é predominante, considerando a singularidade e demanda específica. Realizar uma avaliação precisa requer uma abordagem cuidadosa e meticulosa, envolvendo várias etapas e a consideração de diversos fatores. Utilizar profissionais qualificados e metodologias reconhecidas pode ajudar a alcançar resultados mais confiáveis e justos no contexto de leilões.
O Ativo Imobilizado e os efeitos positivos e danosos da Depreciação! Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
O Ativo Imobilizado e os efeitos positivos e danosos da Depreciação!

Data: 10/06/2024

O impacto da Depreciação Fiscal nos Resultados Empresariais e os Benfícios Fiscais!
O Ativo Imobilizado e o Balanço de Inicialização Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo
O Ativo Imobilizado e o Balanço de Inicialização

Data: 08/06/2024

Ativo Imobilizado Ativo Imobilizado refere-se aos bens e direitos tangíveis que são utilizados na produção de bens ou serviços, para aluguel a terceiros, ou para fins administrativos, e que são esperados para uso por mais de um exercício social. Exemplos incluem imóveis, veículos, máquinas, equipamentos, móveis, entre outros. Características do Ativo Imobilizado: Tangibilidade: São ativos físicos. Longa Duração: São utilizados por mais de um período contábil. Uso na Operação: São usados para a operação da empresa, não para venda. Depreciação: São sujeitos a depreciação, exceto terrenos que geralmente não depreciam. Balanço Patrimonial de Inicialização O Balanço Patrimonial de Inicialização (ou Balanço Patrimonial Inicial) é o primeiro balanço elaborado pela empresa, que apresenta a situação patrimonial no momento da constituição da empresa. Ele inclui o levantamento de todos os ativos, passivos e o patrimônio líquido no início das atividades da empresa. Estrutura do Balanço Patrimonial de Inicialização: Ativos: Todos os bens e direitos da empresa. Ativo Circulante: Disponível e realizável a curto prazo (caixa, bancos, estoques, contas a receber, etc.). Ativo Não Circulante: Realizável a longo prazo, incluindo investimentos, imobilizado e intangível. Ativo Imobilizado: Máquinas, equipamentos, imóveis, veículos, etc. Passivos: Todas as obrigações da empresa. Passivo Circulante: Dívidas e obrigações a curto prazo (contas a pagar, salários, empréstimos de curto prazo, etc.). Passivo Não Circulante: Dívidas e obrigações a longo prazo (empréstimos de longo prazo, provisões, etc.). Patrimônio Líquido: Capital próprio da empresa. Capital Social: Aportes dos sócios ou acionistas. Reservas: Valores retidos para fins específicos (reservas de lucro, reservas de capital). Lucros ou Prejuízos Acumulados: Resultados acumulados de exercícios anteriores. Exemplo de Balanço Patrimonial de Inicialização: Balanço Patrimonial Data: [Data de Constituição] Ativos Ativo Circulante - Caixa e Bancos [Valor] - Contas a Receber [Valor] - Estoques [Valor] Total Ativo Circulante [Total] Ativo Não Circulante - Ativo Imobilizado -- Terrenos [Valor] -- Edifícios [Valor] -- Máquinas e Equipamentos [Valor] Total Ativo Imobilizado [Total] Total Ativo Não Circulante [Total] Total dos Ativos [Total] Passivos e Patrimônio Líquido Passivo Circulante - Fornecedores [Valor] - Empréstimos a Curto Prazo [Valor] Total Passivo Circulante [Total] Passivo Não Circulante - Empréstimos a Longo Prazo [Valor] Total Passivo Não Circulante [Total] Total dos Passivos [Total] Patrimônio Líquido - Capital Social [Valor] - Reservas [Valor] - Lucros/Prejuízos Acumulados [Valor] Total do Patrimônio Líquido [Total] Total dos Passivos e Patrimônio Líquido [Total] Este é um exemplo simplificado para ilustrar a estrutura básica de um Balanço Patrimonial de Inicialização. As contas e valores específicos variam conforme a empresa e sua situação financeira inicial. Fonte ChatGPT
Inventário do Ativo Imobilizado, porque contratar uma empresa Especializada em Levantamentos Patrimoniais? Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
Inventário do Ativo Imobilizado, porque contratar uma empresa Especializada em Levantamentos Patrimoniais?

Data: 04/06/2024

Inventário do Ativo Imobilizado, porque contratar uma empresa Especializada em Levantamentos Patrimoniais?
CPC27 - entendo o pronunciamento! Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo
CPC27 - entendo o pronunciamento!

Data: 29/04/2024

Detalhamento do CPC27 - Inventário e Avaliação do Ativo Imobilizado!
Governança Empresarial, Controle do Ativo Imobilizado e a Formação de Custos Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
Governança Empresarial, Controle do Ativo Imobilizado e a Formação de Custos

Data: 14/04/2024

A combinação de gestão empresarial e gestão patrimonial é essencial para garantir o sucesso e a sustentabilidade de uma organização a longo prazo. A gestão empresarial abrange uma série de atividades relacionadas à administração eficiente de uma empresa, incluindo planejamento estratégico, gestão de recursos humanos, operações, marketing, finanças e controle. É fundamental para garantir que a empresa opere de forma eficiente, seja competitiva no mercado e alcance seus objetivos de negócios. Por outro lado, a gestão patrimonial refere-se à administração dos ativos e passivos de uma empresa, incluindo propriedades, investimentos, equipamentos e outras formas de capital. Isso envolve a avaliação, a proteção e a otimização do patrimônio da empresa, garantindo que os recursos sejam utilizados de forma eficaz e que os riscos sejam gerenciados adequadamente. Ao combinar essas duas áreas de gestão, uma empresa pode maximizar o valor de seus ativos, mitigar riscos financeiros e operacionais, e tomar decisões estratégicas mais informadas. Por exemplo, uma empresa pode usar técnicas de gestão patrimonial para otimizar o uso de seus recursos financeiros e investimentos, enquanto a gestão empresarial pode garantir que esses recursos sejam alocados de acordo com a estratégia de negócios da empresa. Em resumo, a combinação de gestão empresarial e gestão patrimonial é fundamental para o sucesso de uma empresa, ajudando-a a crescer de forma sustentável, aprimorar sua eficiência operacional e proteger seu patrimônio ao longo do tempo.
Depreciação – tudo o que você precisa saber! Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo
Depreciação – tudo o que você precisa saber!

Data: 18/07/2024

A depreciação do ativo imobilizado é um processo contábil que consiste na alocação sistemática do valor depreciável de um ativo ao longo de sua vida útil. O objetivo é refletir sobre a perda de valor de um ativo ao longo do tempo devido a fatores como uso, desgaste natural, obsolescência ou até mesmo ações da natureza. **Características principais da depreciação de ativos imobilizados:** 1. **Valor Depreciável:** É o valor do ativo que será depreciado ao longo de sua vida útil, geralmente calculado como o custo inicial do ativo menos o seu valor residual ( o valor estimado que o ativo terá ao fim de sua vida útil). 2. Fonte: ChatGPT
Controle do Ativo Imobilizado – sua empresa se beneficia dessa Gestão? Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo
Controle do Ativo Imobilizado – sua empresa se beneficia dessa Gestão?

Data: 07/07/2024

A administração eficiente do ativo imobilizado é crucial para garantir a saúde financeira e operacional de uma empresa. Aqui estão algumas dicas importantes para essa gestão: 1. Inventário e Registro Inventário Completo: Realize um inventário completo de todos os ativos imobilizados. Mantenha registros detalhados, incluindo data de aquisição, custo, vida útil, localização e estado. Etiquetas e Codificação: Use etiquetas e códigos de barras para identificar e rastrear facilmente cada ativo. 2. Manutenção e Conservação Plano de Manutenção Preventiva: Desenvolva e implemente um plano de manutenção preventiva para prolongar a vida útil dos ativos e evitar falhas inesperadas. Registros de Manutenção: Mantenha registros detalhados de todas as atividades de manutenção realizadas, incluindo custos e datas. 3. Avaliação e Depreciação Métodos de Depreciação: Utilize métodos de depreciação adequados que reflitam corretamente o consumo do valor dos ativos ao longo do tempo. Reavaliação de Ativos: Periodicamente, reavalie os ativos para ajustar seu valor contábil conforme necessário, refletindo mudanças no mercado ou nas condições do ativo. 4. Compliance e Normas Contábeis Adesão às Normas: Garanta que a gestão de ativos imobilizados esteja em conformidade com as normas contábeis aplicáveis, como o IFRS (International Financial Reporting Standards) ou o GAAP (Generally Accepted Accounting Principles). Auditorias Regulares: Realize auditorias internas regulares para verificar a precisão dos registros e a conformidade com as políticas da empresa. 5. Tecnologia e Sistemas de Informação Sistemas de Gestão de Ativos: Utilize sistemas de gestão de ativos para monitorar, gerenciar e otimizar o uso dos ativos imobilizados. Integração de Dados: Integre a gestão de ativos com outros sistemas da empresa, como ERP (Enterprise Resource Planning), para uma visão holística e otimizada. 6. Segurança e Proteção Seguros: Mantenha seguros adequados para proteger os ativos contra perdas e danos. Controle de Acesso: Implemente controles de acesso rigorosos para garantir que apenas pessoas autorizadas possam manusear ou utilizar determinados ativos. 7. Planejamento e Orçamento Planejamento de Substituição: Desenvolva um plano para a substituição de ativos no fim de sua vida útil, evitando interrupções nas operações. Orçamento de Capital: Inclua a aquisição e manutenção de ativos no orçamento de capital da empresa, assegurando a disponibilidade de recursos. 8. Treinamento e Capacitação Capacitação de Funcionários: Ofereça treinamento contínuo para os funcionários responsáveis pela gestão e manutenção dos ativos. Conscientização: Promova a conscientização sobre a importância da boa gestão dos ativos imobilizados entre todos os colaboradores da empresa. 9. Análise de Desempenho Indicadores de Desempenho: Utilize indicadores de desempenho (KPIs) para monitorar a eficiência e a eficácia da gestão dos ativos. Revisão Contínua: Realize revisões periódicas das práticas de gestão de ativos para identificar áreas de melhoria e implementar mudanças conforme necessário. Seguir essas práticas pode ajudar a empresa a maximizar o valor dos seus ativos imobilizados, melhorar a eficiência operacional e garantir a sustentabilidade financeira a longo prazo. Fonte: ChatGPT
Ver Todos

Quer ganhar uma consultoria grátis? Deixe seus dados abaixo: