Consultoria Empresarial

Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Especialistas conduzindo a Negociação

A fragilidade da Negociação quando não realizada por especialistas!


Endividamento Bancário – A Negociação

483-05-2020

O cenário econômico se apresenta sem igual em países desenvolvidos como nos EUA e na Europa, no Brasil os danos só tem aumentado e o futuro é uma incerteza grandiosa.

As Dívidas Bancárias de Pequenas e Médias Empresas

Empresas de forma geral são “dependentes” de créditos bancários, ou seja, necessitam de linhas créditos bancários (Capital de Giro, Cheque Especial, Contas Garantidas, entre outras) para que possam conduzir suas operações, possam ter Giro.

Essa dependência em muitas empresas é crônica, o fluxo de captações e pagamentos são constantes, e com a economia transformando grande parte de produtos e serviços em comodities, essa tendência deve continuar por muito tempo.

Os créditos Bancários no cenário pandêmico

O COVID-19 da forma que atingiu grandes economias, paralisando mercados, assolando o emprego mundial, fez com que o governo até de forma rápida definisse linhas de créditos emergenciais, o que poderia não resolver todos os problemas, mas com certeza traria uma redução nos transtornos causados nas empresas.

Ocorre que essas linhas disponibilizadas com o aporte de 85% por parte do governo e o restante 15% por conta dos bancos, acabam por não chegar na ponta, ou seja, as empresas não estão conseguindo essas linhas para que possam utiliza-las como fonte pagadora da folha de pagamento.

E porquê?

Talvez em razão de não poderem (os bancos) inserir seus spreads (custo do risco bancário), ou seja, disponibilizariam os recursos no mercado, fariam a gestão (administração) dos contratos com prazos de até 36 meses e nada ganhariam!!!

Realmente essa situação em nada agrada ao sistema bancário, por isso, podemos presenciar diversas matérias relatando a dificuldade ou as dificuldades na aprovação da linha de crédito por empresários.

Vivemos situação semelhante quando tínhamos o BNDES injetando recursos

Para quem acompanha o mercado financeiro empresarial, tem conhecimento que os empréstimos concedidos baseados em linhas do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), praticamente nunca chegaram as contas de pequenos empresários, visto que tinham o governo (BNDES) como o fomentador e os bancos como operadores, entretanto, com seus limites de ganhos limitados, diante disso, travavam essas linhas e disponibilizavam como alternativa, linhas próprias com um custo um “pouco maior”.

As “negociações” disponibilizadas pelos bancos no momento COVID-19

As linhas de créditos estão praticamente escassas do mercado, somente (exceto em algumas ocasiões) serão disponibilizadas com as respectivas garantias, preferencialmente reais (imóveis), entretanto, é possível que também ocorra com recebíveis (duplicatas, cartões), porém, essas garantias acabam por comprometer o Fluxo de Caixa das empresas, visto que ficarão a disposição dos bancos, caucionando as operações de crédito.

Acompanhando matérias na mídia impressa, televisiva e também da web, podemos ver depoimentos de empresários que relatam a “parceria” por parte dos bancos, nesse momento de dificuldade, onde “soluções” foram disponibilizadas nessa relação banco x empresa, como:

  • 06 meses de carência e o parcelamento de todo o endividamento em até 60 meses, com a taxa de juros dos contratos atuais.
  • Alongamento das dívidas em até 20 anos com taxas de juros de 1% ao ano, com garantia de imóvel
  • E outras mais...

Atenção antes de qualquer definição junto aos bancos!!!

Essa “parceria” que os bancos disponibilizam requer muito cuidado, atenção, para que empresários que não detém o conhecimento técnico financeiro, acabem definindo acordos que podem comprometer todo o futuro de suas empresas e inclusive seus bens pessoais.

Sim, seu patrimônio pessoal, pois, os sócios e administradores, geralmente são garantidores das operações como avalistas, dessa forma, seu patrimônio pessoal está atrelado a uma dívida bancária de médio ou longo prazo, que foi proposta como uma alternativa imposta pelos bancos.

Alguns detalhes que empresários devem atentar-se nesse processo:

  • Hoje (15/05/2020) a SELIC (Taxa de juros do Bacen) definida pelo COPOM (Comitê de Políticas Monetárias) esta em 3% aa, se resgatarmos os números históricos desse indicador a 12 meses atrás era superior a 6% aa, se retroagirmos mais ainda chegaremos a índices de 02 dígitos (como chamamos valores superiores a 10%).
  • Que facilidade é essa oferecida para alongar uma dívida em inúmeras parcelas, com a taxa original do contrato, ou seja, estamos com uma taxa atual de 3%, e negociando uma divida baseada na taxa original onde a SELIC era 10%, isso sem considerarmos o Spread. Está errado.
  • Como podemos inserir nosso patrimônio imobiliário numa negociação bancária com juros de 1% am., ou seja, de forma básica 04 vezes superior a taxa SELIC e ainda num prazo de 10 ou 20 anos. Será que nossos negócios (empresas) estarão resultando de forma positiva por todo esse período? O mercado muda quase que diariamente. E se após alguns anos não for possível dar continuidade aos pagamentos, ou por qualquer razão a empresa tenha que encerrar suas atividades, o empresário perde seu imóvel? A resposta é, sim vai perder.

Empresários, não fechem acordos com os bancos sem antes consultar nossos profissionais!

A AXS Consultoria Empresarial, está no segmento de Consultoria e Assessoria para empresas desde 2008, realizando entre outros serviços a Renegociação de Dívidas Bancárias no segmento empresarial.

Nossos projetos resumem-se em:

  • Negociação do endividamento de forma administrativa (sem envolver o jurídico)
  • Nossos profissionais são ex-diretores de bancos, conhecem todos os tramites legais e lícitos do sistema bancário/financeiro e esses conhecimentos serão utilizados em favor de sua empresa.
  • Realizamos o estudo detalhado do endividamento bancário da empresa, seus resultados passados e também as expectativas futuras de Resultado e Fluxo de Caixa, com isso podemos definir a Capacidade de Pagamento da Empresa.
  • Os contratos negociados, serão ajustados a Capacidade de Pagamento, pois entendemos que caso seja diferente (superior) a empresa não terá condições de honrar seus compromissos.
  • Nossas negociações são conduzidas de forma profissionalizada, baseadas em reuniões com as equipes dos bancos e também da empresa, para que possamos equalizar de forma benéfica a empresa o alongamento do endividamento.
  • Trabalhamos com objetivos claros: Alongamento dos prazos, redução dos valores das parcelas, redução das taxas de juros (focamos as praticadas no mercado atualmente) e também a eliminação das garantias contratuais.
  • Todo o processo banco x empresa, a partir do momento de nossa contratação será conduzido por nossos consultores, diante disso, blindamos os gestores da empresa, para que possam focar nos resultados e operações empresariais.
  • Nossas negociações são trabalhadas para que sejam realizadas de forma única, ou seja, não haverá a necessidade de futuramente, voltar a rediscutir o Passivo Bancário com os bancos, pois focamos a negociação dentro da Capacidade de Pagamento da empresa.

Vamos conversar de forma confidencial, sobre o Endividamento Bancário de sua empresa!

 

www.axsconsultoria.com.br

Canal Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCsLJqA8_7glKeEdlsW--ZHQ

E-mail: contato@axsconsultoria.com.br

+55 (15) 991051487 – (15) 988151487

Walber Almeida Xavier de Sousa - Diretor da AXS Consultoria Empresarial ( www.axsconsultoria.com.br ), atua como Consultor e Assessor em Gestão Empresarial em empresas de pequeno e médio porte, também como Conselheiro Empresarial e atuou também como Professor Universitário.

Formação Acadêmica:

  • Graduado em Ciências Contábeis (UNISO)
  • Pós-Graduado em Contabilidade Gerencial e Controladoria (UNISANTANA)
  • MBA em Gestão Empresarial (FGV)

Exclusivamente no mercado de Consultoria e Assessoria desde 2012.

  • Consultoria e Assessoria – Gestão Empresarial
  • Reestruturação de Pequenas e Médias Empresas
  • Gestão Estratégica de Custos
  • Renegociação de Dívidas Bancárias – exclusivamente empresarial
  • Inventário e Avaliação Patrimonial
  • Avaliação de Bens Móveis e Imóveis para Financiamentos e Seguros
  • Software de Gestão Patrimonial
  • RFID – Identificação por Rádio Frequência
  • Business Valuation
  • M&A – Fusões e Aquisições
  • Teste de Impairment (Recuperabilidade)

Estamos em Sorocaba – SP, atendemos o Brasil!!!



Data: 29/05/2020




Compartilhar: