Consultoria Empresarial

Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



O profissionalismo na Gestão Patrimonial!

Projetos Patrimoniais em todas as etapas!


Erros que podem comprometer o Controle Patrimonial

636-04-2021

Empresas buscam cada vez mais implementar controles para que possam atender a legislação e também, a tomada de decisão, entretanto, cuidados são fundamentais para não comprometer o projeto patrimonial.

  • Inventário com Equipe Própria ou com Consultoria Especializada?

Essa é uma dúvida que paira em muitas empresas, gestores buscam reduzir custos visando otimizar recursos e implantar ferramentas de Gestão.

Ocorre que, a grande maioria de projetos colocados em pratica com equipes próprias, traçam ações muitas vezes sem vislumbrar o projeto como um todo e os colocam em pratica, a medida que os projetos vão caminhando, problemas não previstos vão ocorrendo e os gestores buscam alternativas para solucionar “costurando”, entretanto, o projeto já não atende mais as expectativas iniciais, e muitas vezes acaba caindo em descrédito por parte dos futuros usuários da empresa.

Quando uma Consultoria Especializada em Gestão Patrimonial (Gestão do Ativo Imobilizado) é definida para o projeto, com certeza, caso o processo de seleção tenha ocorrido visando qualificação técnica além dos custos, essa empresa terá em seus históricos diversos projetos, problemas vivenciados que farão parte de ações preventivas no planejamento de novos projetos, ou seja, os riscos serão mitigados visando a excelência no projeto contratado.

  • O Planejamento alinhado com os objetivos da Gestão Empresarial

Quando se define a necessidade do Controle Patrimonial, é natural que se tenham objetivos com essa ferramenta de Gestão, geralmente esses objetivos visam atender controles físicos e também físico monetário.

Essa definição inicial é um fator determinante para o sucesso da implantação, pois diante disso é possível identificar obstáculos ou mesmo agregar outros benefícios.

De forma geral empresas comprometidas com a Gestão Empresarial visam os projetos de implantação ou atualização do Controle Patrimonial, focando manter suas bases sob controle (Gestão), com informações patrimoniais que representam a realidade, e que essas informações sejam devidamente valorizadas, atendendo normas técnicas e também embasada legalmente principalmente com foco nas leis contábeis 6404/76 e 11638/07, para que seus Demonstrativos Contábeis, Balanço Patrimonial e DRE Demonstração de Resultado do Exercício, possam reportar números mais próximos da realidade, além de também poder utilizar números atualizados com o mercado em seus demonstrativos gerenciais.

  • Placas de Identificação uma economia que pode comprometer a eficiência do projeto.

Dentro de um projeto de Inventário Patrimonial as placas de identificação (analógicas em alumínio) tem um custo próximo de 10% do valor ou menos, entretanto, ainda há empresas que focando a redução ao máximo de custos, acabam por definir “placas” com o menor custo, sem a qualidade necessária para que as informações nelas registradas, mantenham-se em condições de ser consultadas ou auditadas por período superior a 12 meses, é muito comum identificarmos casos que:

  • Placas se desprendem (descolam) dos bens (Ativos)
  • Informações como Código de Barras ou numeração do bem, desapareçam diante da utilização de produtos químicos utilizados na limpeza.
  • Códigos de barras que impossibilitam a leitura de suas informações
  • Entre outras

É fundamental quando se realiza um projeto, identificar entre outras informações, qual o segmento de atuação da empresa, quais equipamentos fazem parte da sua estrutura patrimonial para que em alguns casos, placas de qualidades variadas sejam confeccionadas, respeitando a numeração para uma melhor assertividade do projeto.

Há também as placas de identificação em RFID (Informações por Rádio Frequência) a ultima tecnologia utilizada na Gestão Patrimonial, entretanto, com um custo diferenciado em relação as placas de alumínio, mas muito eficaz quando o objetivo é agilidade em inventários e rastreabilidade dos Ativos.

  • Projeto Patrimonial analógico (placas em Alumínio) ou RFID (Informações por Rádio Frequência.

Antes de qualquer informação técnica, temos que afirmar, que se o Inventário Físico não for realizado de forma correta e a empresa não tiver de posse de procedimentos claros e ajustados a sua realidade, qualquer das tecnologias NÃO vão trazer a segurança ao controle.

As Placas em alumínio (convencionais) com custo mais baixo são as mais utilizadas mesmo em empresas de grande porte e multinacionais, apresentam respostas eficientes as necessidades da Gestão.

As placas em RFID, com custo um pouco superior quando comprado as placas convencionais em alumínio, para que tenham a funcionalidade desejada, simultaneamente deverão ser fixadas e ter uma estrutura (totem, software, leitores específicos) também implantada para que atendem as expectativas desejadas no projeto.

  • A composição da equipe pode definir o sucesso ou não do projeto.

Quando se atua de forma constante com projetos de Ativo Imobilizado, com certeza, a equipe vai sendo estruturada, com substituições, e identificação de capacitação dos profissionais em áreas especificas.

Com certeza a capacitação por meio de treinamentos e atualizações sejam elas em:

  • Conhecimentos técnicos
  • Tecnologias
  • Educação e conceitos

Faz toda a diferença no desenvolvimento dos projetos.

Quando se opta por escalar equipe própria para a realização de projetos, e os profissionais independentes da boa vontade, não detém conhecimentos técnicos nas áreas de:

  • Logística
  • Contabilidade
  • Administração
  • Engenharia

Dificilmente haverá êxito no projeto, além de também ocorrerem problemas substituição de membros da equipe, em alguns casos, para retomarem suas atividades originais, entre outros problemas.

  • A conciliação como um fator de segurança a precisão das informações coletadas

A Conciliação de forma comum e uma atividade que faz parte da rotina de profissionais nas áreas Financeira e Contabilidade.

Quando se realiza um projeto de Inventário Patrimonial é fundamental a realização da Conciliação após todo o levantamento físico, entre as bases Contábil ou Extra Contábil com a nova base obtida no levantamento do bens.

Esse processo é fundamental para que divergências sejam apontadas e analisadas com devida cautela, para que possam ser saneadas (solucionadas) com a devida identificação entre as bases, ou mesmo com a definição de baixas (ajustes no Resultado) ou inserção no Patrimônio.

Não dispor de profissionais com essas qualificações (conhecimentos técnicos) e ferramentas, sejam em planilhas ou softwares para dar precisão e agilidade a esse processo, faz com que os resultados do projeto tenham efeitos tanto para mais como para menos, além do que realmente deveriam, em outras palavras, falta de precisão.

  • O saneamento eliminando divergências identificadas

Sanear ou sanar as divergências é uma das atividades de grande importância nesse projeto, pois de forma geral após todos os levantamentos físicos realizados quando se tem uma base antiga para se comparar, é natural um volume de inconsistências que devem ser devidamente analisadas, casos como:

  • Complemento de bens
  • Conjunto de bens referente projetos em andamento
  • Aquisições de Ativos lançadas em despesas na Contabilidade
  • Bens perdidos, furtados, danificados que não foram baixados na Contabilidade
  • Entre outras situações

Para todas as situações, um plano de ação deve ser colocado em pratica visando impactos indevidos como Resultado.

  • Apresentação das sobras para ajustes contábeis no Resultado

Os ajustes contábeis em muitas empresas acabam “tirando o sono” de gestores, contadores e outros profissionais, entretanto, se fazem necessários, para que o projeto possa ser colocado em pratica e atenda aos objetivos almejados na definição.

Entendemos os ajustes como o “custo” uma “linha de corte”, divisor de águas, de uma Gestão que pouco controlava para uma Gestão que passa a realizar o devido Controle Patrimonial.

  • Acertando os saldos patrimoniais

De posse do Inventário Patrimonial devidamente planilhado, conciliados, com as divergências devidamente saneadas, é fundamental que os saldos patrimoniais sejam ajustados, importante atentar-se as bases desses ajustes (período que se realiza) para que a partir dessa data, as informações analíticas contidas no Controle Patrimonial possam ser apresentadas de forma sumarizada nos Demonstrativos Contábeis (Balanço Patrimonial).

  • Estruturando o Laudo de Avaliação

O Laudo de Avaliação Patrimonial é um “documento” de grande valia quando bem utilizado por gestores.

Os Laudos não podem e não devem ser utilizados simplesmente para a realização dos ajustes contábeis, na realidade, tem muitas outras finalidades, entre elas:

  • Suporte para Notas Explicativas dos Demonstrativos Contábeis
  • Utilização para definição de tratativas da Vida Útil dos Ativos
  • Utilização para fins de Seguro Patrimonial
  • Utilização para a captação de Linhas de Financiamento bancário
  • Utilização em processos de Recuperação Judicial

Para que esse laudo tenha “valor legal” o mesmo deve ser estruturado e validado por empresas independentes, devidamente auditados, confeccionados com base em normatizações sejam elas técnicas e legais, com as finalidades especificas para que foram requisitados.

  • Suporte das informações para auditoria

Todo o processo descrito, com certeza terá um melhor resultado melhor quando realizado por empresas especializadas na Gestão Patrimonial, entretanto, é fundamental que empresas que são periodicamente auditadas, que tanto o Inventario Patrimonial, como a Avaliação dos Ativos, sejam devidamente auditados, e por meio de testes (auditoria) as informações serão validadas.

É importante que na firmação de contratos de prestação de serviços de Inventário e Avaliação dos Ativos, que o devido suporte para esclarecimentos e apresentações de conceitos sejam colocados a disposição de auditorias ou certificadoras, sempre que houver o questionamento.

  • Somos especializados em projetos patrimoniais em todo o Brasil

A AXS Consultoria Empresarial – Divisão Patrimonial, está no mercado de Gestão Patrimonial desde 2010.

Temos diversos projetos realizados em empresas dos mais diversos portes e segmentos e também contamos com profissionais altamente qualificados, que vivenciaram projetos nas maiores empresas do país.

Todo esse conhecimento, temos a certeza que resultará no sucesso da implementação ou atualização do projeto Patrimonial em sua empresa.

 

Vamos conversar a respeito!



Data: 01/05/2021




Compartilhar:


Quer ganhar uma consultoria grátis? Deixe seus dados abaixo: