Consultoria Empresarial

Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Avaliação Patrimonial Inventario Patrimonial Controle Patrimonial Controle Ativo



Consultoria Empresarial Passivo Bancário Ativo Imobilizado Ativo Fixo



Empresas com altos endividamentos bancários – minha história pode ajudar sua empresa e seus gestores!!!


Os estragos que os endividamentos bancários causam às empresas, vão muito além de custos financeiros estratosféricos, praticamente, “matam” a empresa dia após dia, só quem vive história semelhante entende a situação.

 

A Direção Financeira (Gestão)

Sem citar o nome da empresa, minha vivência na Direção Financeira iniciou-se em 2006, após atuar 02 anos como Contador, uma reestrutura administrativa ocorreu, e assumi a função de Gerente Administrativo Financeiro; a empresa nesse período caminhava com um desequilíbrio em seus Resultados, nas apurações mensais da Contabilidade e Controladoria, identificávamos o déficit mensalmente.

 

Essa deficiência nos resultados afetava o caixa que era socorrido periodicamente pelos bancos, com as mais diversas linhas de crédito (Capital de Giro, Contas Garantidas com recebíveis ou com aval, entre outras).

 

Enquanto não se revolvia o déficit no resultado o endividamento somente aumentava, para os bancos era uma festa, uma empresa tradicional, com patrimônio, cheia de garantias…

 

Meses depois, essa realidade era desgastante, alguns bancos estavam prestes a travar as operações apesar de estarmos adimplentes, entretanto com um endividamento que somente crescia; até que num determinado momento numa reunião entre os diretores foi apresentado aos demais membros da diretoria a realidade, foi então definido colocar em execução um plano de ação emergencial.

 

Quais os canais para solucionarmos o momento que vivíamos?

Foi uma tarefa árdua que ficou sob minha responsabilidade, levantar meios legais (planos a, b, c, d, …) e apresentar a alta direção da empresa para definirmos como iriamos conduzir o momento da empresa.

 

De forma confidencial, busquei contato dos mais diversos e identifiquei, alternativas também das mais diversas, algumas inclusive que não faziam parte dos valores da direção da empresa e essas foram imediatamente descartadas, das viáveis, podemos citar algumas:

  • Advogados empresariais
  • Recuperação Judicial
  • Instituições financeiras (fundos) que abriam linhas de créditos com taxas altíssimas, porém, com a garantia do imóvel da empresa.
  • RENEGOCIAÇÃO DA DÍVIDA ADMINISTRATIVAMENTE

 

A última opção (Renegociação da Dívida Bancária de forma administrativa) foi a que mais atendeu as expectativas da empresa (direção), pois, além de legal, não envolveria o jurídico e tinha um custo bem inferior as demais opções.

 

Os Profissionais Negociadores

Discutindo e analisando o “curriculum” dos profissionais (Ex-Diretores de bancos, atuaram como Gerente Geral em bancos públicos, entre outras atividades,), as referências foram as melhores.

 

Definimos a contratação.

 

A Gestão do Passivo Bancário

Ao iniciar todo o processo de Negociação da Dívida ou Renegociação Bancária, entramos em contato com todos os credores e informamos que a partir daquele momento os profissionais contratados iriam realizar as tratativas para equalizar: prazos, taxas, garantias e parcelas e ao final assinaríamos os novos contratos após as renegociações.

 

Não foi das tarefas mais agradáveis, entretanto, era necessário. E assim tudo foi conduzido da melhor forma, sempre com profissionalismo, prestação de contas, reuniões com a empresa e também com os bancos, quase que semanalmente.

 

Meses após

Após 60 dias do início desse processo algumas propostas já eram sinalizadas de forma muito melhor do que a realidade que vivíamos, entretanto, fomos orientados que a negociação deveria se estender um pouco mais, para que explorássemos melhor o “time” (tempo) da negociação. A dica foi precisa. Após 120 dias estávamos com todos os bancos com as propostas definidas, preparadas para serem assinadas.

 

Posso afirmar com muita segurança, os prazos se estenderam quase 04 vezes além do que tínhamos antes da negociação e que em momento algum foi nos oferecido pelos bancos.

 

Quando iniciamos os pagamentos das parcelas, os valores mensais eram algo próximo de 25% da última parcela (PMT) que havíamos pago.

 

A partir desse momento a Gestão Financeira da empresa mudou, uma outra realidade, muito mais leve, com parcelas se “encaixavam” na capacidade de pagamento da empresa, o Fluxo de Caixa passou a ser cumprido na integra.

 

Missão cumprida!!!

Ao final da realização dos trabalhos os profissionais estenderam um pouco seus trabalhos na empresa, para validar a eficiência de seus serviços; meses após optei em me desligar e colocar em prática meu projeto que era estruturar uma Consultoria Empresarial, e coloquei em prática.

 

A Consultoria que criei é a AXS Consultoria Empresarial que entre os serviços de:

  • Consultoria Administrativa Financeira (Gestão Empresarial)
  • Inventário e Avaliação Patrimonial (com inclusive a confecção de Laudos de Avaliação)

 

Realiza também os Serviços de Renegociação de Dívidas Bancárias e esses serviços são realizados pelos profissionais que contratei alguns anos atrás, experts no assunto.

 

Hoje alguns anos após o início da AXS Consultoria, muitos clientes tiveram a oportunidade de terem seus Passivos negociados pela AXS Consultoria, e ao final a satisfação em ter um “problema” resolvido de forma ética e que reposicionou a empresa para uma esfera de Gestão que a muito tempo não mais se imaginava.






Compartilhar: